O restaurante secreto de Samuel Silva-Neto

A nossa editoria de Gastronomia de hoje foi – muito bem- escrita pelo meu querido amigo e #homemplural Samuel Silva-Neto. Sua dica de restaurante é incrível, que só quem é local em Salvador pode compartilhar conosco. Samuel Silva-Neto é médico, poliglota, amante de enogastronomia, fotografia e viagens. Assino embaixo de sua escolha e não vejo a hora de visitar o Paraíso Tropical!

“A moqueca está para a Bahia assim como o Escargot e o Foie Gras estão para a França. Na Terra da Felicidade, quando o assunto é gastronomia, logo se pensa na tradicional Comida Baiana. O que alguns ainda não sabem, porém, e esta é a minha “hot tip” nesta nota, é que existe um oásis desta culinária no modesto bairro do Resgate/Cabula, em Salvador, que alia a simplicidade e o charme do quintal de uma chácara à sofisticação de uma cozinha de vanguarda, autoral, pilotada pelo #homemplural extremamente carismático Chef Beto Pimentel: o Restaurante Paraíso Tropical.

Chef do restaurante, Beto Pimentel: #homemplural

Dandá de Camarão

Dandá de Camarão

Moqueca de Calapolvo

Moqueca de Calapolvo: delícia!!

Agrônomo de formação e um dos grandes promotores da sustentabilidade e incentivadores da agricultura familiar, Beto é convidado de honra nos maiores eventos gastronômicos nacionais, palestrante nos mais tradicionais cursos de gastronomia, presença cativa nos mais diversos programas de culinária e reverenciado pelos mais importantes chefs do país, a exemplo de Alex Atala e Claude Troisgros, que a ele se refere como “o responsável por mudar a trajetória da culinária de uma região”. Sim, porque a Comida Baiana pode ser classificada em A.B. e D.B. (“Antes de Beto” e “Depois de Beto”)!

E é lá no Paraíso Tropical, frequentado pelos mais antenados gourmands de Salvador, do Brasil e do mundo, destino certo de vários artistas, entre cantores, atores e afins, premiado pela Commanderie des Cordons Bleus de France e eleito diversas vezes como “Melhor Comida do Brasil” pelo Guia 4 Rodas, que você terá a mais sinestésica experiência gastronômica da cidade, quiçá do mundo, como assim disseram muitos.

Grelhado de Frutos do mar

Grelhado de Frutos do mar

Frutas Típicas

Frutas típicas para a sobremesa encerram com chave de ouro a refeição!

A comida, feita com ingredientes colhidos da própria horta e pomar orgânicos com mais de 120 espécies de frutas em meio à Mata Atlântica, a exemplo do beriberi, do maturi, do coco do nicuri e do fruto do dendê, “gourmetizados” pelas mãos mágicas de Beto e harmonizada com os mais saborosos sucos de frutas despolpadas no local, sem adição de água, arranca “rave reviews” dos paladares mais exigentes, sofisticados e viajados. Sugiro o Siri-Mole e a Casquinha de Aratu como entradas; a Moqueca de Calapolvo (camarão, lagosta e polvo), o Dandá de Camarão (de se comer REZANDO!) e o Grelhado de Frutos do Mar e Frutas (grelhadas em mel de abelhas brasileiras), como pratos principais; e as tradicionais frutas como sobremesa.

Parafraseando o próprio Beto, de quem tenho a honra de ser, mais que um cliente habitué, um amigo: “Quando a alma sussurra ao coração, o paladar agradece!…”.”

Mais informações: http://www.restauranteparaisotropical.com.br. Instagram: restauranteparaisotropical. Facebook: Beto Pimentel Chef

 

Posts relacionados

Comentários (01)

  1. Primeira vez que leio o artigo e tenho que informar que adorei tudo nele tanto as fotos quando a escrita.

    esta de parabéns

Poste um novo comentário