Quando sonhos se tornam realidade!

Em julho de 2015, quando apresentei a primeira edição da ART S’IL VOUS PLAIT, um happening de arte, tive o prazer de conhecer o talentoso fotógrafo Frederico Rigôr, que muito teve a ensinar sobre como é importante acreditar em nossos sonhos.

Frederico Rigôr

Frederico Rigôr possui um olhar diferente sobre o mundo, refletido em seu trabalho

Já havia finalizado a curadoria da exposição ART S.V.P. quando minha amiga Carol Monte me ligou perguntando se eu teria interesse em conhecer o trabalho de um amigo e colaborador de seu Estúdio. Como sempre estou aberto ao novo e adoro conhecer pessoas que vão atrás de seus sonhos, pedi para que ele me ligasse.

Frederico me ligou no dia seguinte e me enviou parte se seu portfólio por e-mail. No momento em que vi a primeira foto, me encantei por seu olhar sobre seu mundo e o convidei para participar da ART S.V.P. expondo suas fotos.

O mundo de Frederico nunca foi fácil e colorido. Filho da baiana Maria Rosália, que sozinha cuidava dele e das irmãs Tatiana e Juliana, Fred cresceu no Vidigal, numa época que como ele descreve, “nem se sonhava com a pacificação e ver pessoas armadas e usuários de drogas nas ruas era totalmente normal”. Ele não entendia porque sua mãe nunca o deixava brincar na rua. Seu contato com o mundo, que ele já sonhava em conhecer, era realizado nas horas em que ele trabalhava após a escola, ou pela televisão. Antes de completar 10 anos de idade ele entregava quentinhas, cuidava de cabras, trabalhava numa oficina mecânica e até num bar.

Frederico Rigôr

Fotógrafo sonhava desde pequeno em conhecer o mundo

Transformando sonhos em realidade!

Aos 15 anos de idade, Frederico ganhou a primeira prancha de surf de sua mãe. A partir desse momento ele começou a acordar muito cedo para ver o sol nascer e os raios de luz da manhã aguçaram sua sensibilidade e curiosidade. Todo esse movimento de mudanças e sentimento de liberdade colaboraram para o desenvolvimento de seu talento.

Em 2006 ele começou o curso de audiovisual no Nós no Morro no Vidigal e descobriu a fotografia. Nesse momento, ele já trabalhava num estúdio de produção musical, o que fez com que juntasse dinheiro para realizar seu sonho de viajar pelo mundo. O destino eram os lugares que sonhava conhecer desde criança: Suíça, Itália, Áustria e Alemanha. Comprou uma câmera Sony Cyber Shot num brechó na Suíça e não parou mais de fotografar. Daí em diante, outras viagens para Suíça, Chile e Peru lhe renderam seus últimos trabalhos, ainda inéditos. Mas suas fotos que estão ganhando espaço nas paredes de colecionadores da Inglaterra, França, Suécia e no Brasil são as que contém seus cliques da cidade maravilhosa. Ele retrata um Rio de Janeiro diferente, muitas vezes de dentro d’água sobre sua prancha de surf.

Frederico Rigôr

Muitas de suas fotos são tiradas de dentro d’água

Ahhh… O primeiro trabalho vendido na ART S.V.P. foi uma foto do Frederico. A compradora? A estilista Francesca Versace, que visitou a exposição durante a sua montagem. Enquanto eu mostrava o espaço para ela, quando viu as fotos de Fred, se dirigiu a uma delas e me perguntou: “É no Vidigal? Eu quero!”

Para mim, o mais importante nessa história é a lição de que devemos sempre acreditar em nossos sonhos, porque eles podem sim se tornar realidade. Basta trabalhar para isso e sempre insistir, mesmo quando tudo parecer difícil!

Posts relacionados

Comentários (02)

  1. Tive o prazer de incentivar esse multi-artista e é uma honra vê-lo expôr seu talento.
    Está presente em meu livro de fotos artísticas, dessa vez do outrolado das lentes, com uma expressão única.
    No próximo volume certamente estréia com suas fotos fantásticas.

  2. Parabéns Frederico Pablo Rigor
    Te desejo tudo de bom
    Sou seu amigo de infância vejo o quanto vc merece tudo que acontece com vc irmão!!! prosperidade sempre fera máximo…. sucesso sempre!!!!

Poste um novo comentário